terça-feira, abril 10, 2007

Fim de estrada

O fim de estrada mais estranho que presenciei até hoje!
E venham de lá essas águas...

2 comentários:

Ines disse...

Alqueva?
Surreal!!!
Eh eh eh
PAssei por lá anes da barragem fechar, para poder saber como era essa aldeia da luz que tu falas com tanto afecto... houve coisas que me impressionaram, como o ter de mecher o cemitério, ou o deixar as idiossincrasias de cada casa, de cada canto, de cada sombra de árvore.
A forma como o sol bate numa anela, a sombra que uma casa faz à outra também fazem um lar... e com certeza deicxam saudade!
Ali onde essa tua estrada termina...

Tenho um texto meu em www.mixtu.blogspot.com vai lá ve-lo!

Beijos

Rouxinola disse...

Pois é miga, mas para lá das águas ainda há muito caminho...
beijinho bom
Rouxinola