sábado, janeiro 13, 2007

Escola


“Gostaria de recordar a história que alguns conhecerão, do menino que foi para a escola e a quem mandaram fazer um desenho. Ficou muito contente e imediatamente começou a desenhar cães, pássaros, homens, casas… Passados alguns minutos, a professora ralha com os que estão a trabalhar, dizendo que, naquele dia, todos iriam desenhar flores. O menino que gostava de desenhar flores, começou a desenhar flores de todas as cores: amarelas, azuis, roxas, cor de rosa… mas de novo a professora o interrompe dizendo: eu vou dizer como se faz uma flor; a flor é vermelha e tem o pé verde. O menino gostava mais das suas flores mas fez como a professora mandou. Dias depois, a professora anunciou que iam trabalhar com o barro. O menino gostava de moldar o barro e começou imediatamente a fazer cobras, carros, elefantes, comboios… mas a professora ralhou, dizendo que, naquele dia, iam fazer uma travessa. O menino começou imediatamente a fazer algumas, de diferentes formas e tamanhos. Mas a professora fez uma travessa profunda, colocou-a diante deles e mandou-os começar a trabalhar. O menino gostava mais das suas travessas, mas fez como a professora mandou. Tempos depois, a família deste menino mudou-se para outra terra. Logo no primeiro dia a professora sugeriu que fizessem um desenho. O menino esperou que a professora lhe dissesse o que haviam de fazer, mas ela não disse nada e quando passou por ele perguntou-lhe se não queria desenhar. Ele disse que sim e que estava à espera que ela dissesse o que havia de fazer para começar a trabalhar. A professora respondeu que fizesse um desenho a seu gosto, pintado na cor preferida, só assim identificaria o autor de cada desenho. O menino começou então a desenhar. E fez uma flor vermelha que tinha um pé verde.”

Maria Augusta Seabra Diniz

1 comentário:

Inês disse...

Mesmo prevendo o desfecho, fiquei angustiadissima a le-lo!!!!

Percebes porque quero a Sara na Torre?????????? !