domingo, janeiro 14, 2007

Desafio

Ao aceitar o desafio do finúrias ... Aqui vai!

Sempre que vou ter contigo, a água fria nos meus pés, apura-me os sentidos para aquilo que és para mim. Grito a plenos pulmões e a minha voz provoca um eco que se prolonga até ao infinito. Se me disseres que a minha pele é macia e que os meus gestos são quentes então poderei dizer que és o meu Norte e é para lá que viajarei. Quando lá chegar terei a audácia de recolher os retalhos de fotografias nos degraus que me levarão a ti? Daqui, todas as formas que são familiares ficam distorcidas perante o espelho da minha vida. Prefiro, por agora, atirar uma pedra à tela onde o negrume dos teus olhos são a morte para os meus dias. Para quê discutir o sexo dos anjos quando o que preciso é de um café para acordar deste sonho?

5 comentários:

Inês disse...

Muito bem!!!!!
;)

13 disse...

Vive cada sonho como se fosse a tua missão! Concretiza-os e faz deles a tua estrela-guia!

Anónimo disse...

Dá um passo de cada vez, dia após dia, noite após noite assim irás chegar ao teu Norte.

Carla P.

Sandra disse...

Como eu digo "A lucidez é a visão para a vida". Só assim, na vida, conseguimos alcançar o Norte, onde quem amamos, de quem gostamos, por quem sofremos nos espera para que um dia consigamos viver nesse Norte, pelo qual ansiamos. E desta forma conseguirás, também, "recolher os retalhos de fotografias nos degraus" que levarão não apenas ao "a ti", mas onde tu quiseres, pois és livre... encontraste o teu Norte...

+desabafos disse...

Muito bom!