sábado, fevereiro 02, 2008

Risadas

Após três semanas sem dormir uma noite seguida... finalmente consegui descansar. O que parece ser uma coisa perfeitamente normal, para mim não tem sido nada consensual. Assim, acordei com mais energia e decidi sair de casa - apanhar ar e andar. Confesso que andei bastante para o que era suposto mas o "pior" foram as gargalhadas que pareceram abrir a costura da cirurgia. Agradeço os risos (claro!) mas nunca pensei que rir poderia ser tão doloroso. Estranho, não é? Actos tão bons mas que podem magoar. Sensibilidades à parte...
O meu dia vai continuar com um jantarito. Hummmmmmm. Nada melhor do que mais umas risadas para ficar completamente estafada e dormir a noite inteira.


"Que nenhuma estrela queime o teu perfil
Que nenhum deus se lembre do teu nome
Que nem o vento passe onde tu passas.
Para ti criarei um dia puro
Livre como o vento e repetido
Como o florir das ondas ordenadas."

Sophia de Mello e Breyner


Ligação a Risadas em www.simemusica.blogspot.com

6 comentários:

Boop' disse...

Que bom saber-te assim!!!!!!!!!!!!!

Pedro Branco disse...

Por entre as ruelas da vida
Andaremos às avessas e gargalhadas
Nas ternuras que nos acordam as madrugadas
Nas noites que da solidão anda perdida

Por entre ruelas da morte
Teremos que nos encontrar, finalmente
Dando os passos certos, sempre em frente
Que o sossego se encontra entre o Sul e o Norte

as velas ardem ate ao fim disse...

Gosto de te saber mais bem disposta e descansada.

bjinho e um grande sorriso

SS disse...

Amiga fico contente em saber-te assim!!! Beijinho muito grande e como sempre obrigada pelo teu apoio.

Anónimo disse...

Ainda bem que já sorris, é mesmo isso que é preciso!

Sê feliz, nem que seja assim, aos bocadinhos, com calma....

Beijo!
Ana Sofia

A menina do bairro disse...

gosto de te ver sorrir amiga