sábado, julho 07, 2007

Palavras nocturnas

Descobri ontem, por entre a troca de milhares de palavras simples com duas pessoas (em horas nocturnas diferentes!), a razão porque tenho andado a tropeçar e a cair e a levantar-me e a cair e a tropeçar e a cair e a cair e a tropeçar... É óbvio que as respostas já as tinha, estava a resistir... mas ouvir certo discurso de duas pessoas que ocupam lugares tão distintos na minha vida, fez accionar uma sirene dentro de mim "Tens de fazer alguma coisa... mas o que é isto?... tens de fazer alguma coisa...". Uma dessas pessoas conhece-me e a outra a caminho está de, mas o curioso é que devo ser ainda tão transparente que as pessoas lêem nos meus olhos o que o coração grita (bolas! sou sempre tão clara! sou sempre tão emotiva!). Fico feliz por ter encontrado essas pessoas no final do meu dia de ontem. O caminho agora é focado apenas em mim e, por isso, só uma pessoa reinará no meu mundo, eu. Já dispensei algumas pessoas... chegou a minha vez de remar só. Agora, enquanto uns viram as costas, outros decidem aplaudir e outros ficam apenas a observar.

4 comentários:

Anónimo disse...

Boa!
Eu também ando a tentar fazer o mesmo!
T

Betty Boop disse...

Que bom quando nos fazem pensar!

menina das sardas disse...

eu vou ficar a observar e a aplaudir! ;)

Existências disse...

sei que vais conseguir!

Estarei sempre aqui para te aplaudir mas tb te ralhar!