segunda-feira, abril 23, 2007

O dia

Faz-me confusão - mais do que isso chega-me a chocar - como às vezes as pessoas podem ser descartáveis. Como seres únicos devíamos ser respeitados e, ao mesmo tempo, respeitar. Às vezes parece que caminho por caminhos que não são os meus e nem reparo nos olhares das pessoas. E fico triste por não conseguir chegar a tudo e a todos... é como se eu quissesse abraçar todos os sonhos, receios, angústias, vitórias... de uma só vez. No entanto sei que, no fundo do meu ser, sou selvagem e... quero encontrar obsessivamente um sítio onde possa adormecer sem sonhar com o que me preocupa. No fundo sinto-me descartável e... todos os dias, sem pensar, descarto alguém da minha vida. Prefiro pensar que o dia de preencher este vazio que sinto está perto. Enquanto esse dia não chega... vou continuar a correr levando comigo esta neblina que se acomodou dentro da minha cabeça.

3 comentários:

existencia disse...

e que dia amiga!

obrigado por seres a amiga L do meu leque de amigos take 2

ja sabes não caias senão caio contigo!

beijo

menina das sardas disse...

Vais ver que essa neblina é passageira e que, mais cedo do que esperas, o dia vai ficar lindo e com um sol radioso que te fará sorrir! ;-)

100 Sentidos disse...

Não sabia que tu e a existência se conhecima pessoalmente.
De qualquer forma é para te dizer que o post é forte. Mas nem todos são facilmente descartáveis. Antes fossem...